Pesquisar
,

Turquia: Militares declaram tomada do poder e controlam pontos estratégicos

O anúncio foi feito pela TV estatal da Turquia, TRT, que foi tomada pelos militares. Eles dizem que têm como objetivo “reinstalar a ordem constitucional.”
por Pedro Marin | Revista Opera

Um grupo de militares turcos anunciou nesta sexta-feira (15) que “tomaram completamente a administração do país” com o objetivo de “reinstalar a ordem constitucional, os direitos humanos e liberdades.” O anúncio foi feito pela TV estatal do país, TRT, que foi tomada pelos militares. Eles também impuseram a lei marcial e um toque de recolher, mas disseram que uma nova constituição será adotada e que um “Conselho de Paz” governará o país.

Vídeo mostra conflito entre forças desconhecidas em Ankara

Mais cedo, soldados fortemente armados e veículos militares fecharam as duas principais pontes de Istambul, enquanto jatos militares voavam em baixa altitude. O aeroporto internacional de Istambul também foi fechado.

Agências de notícias reportaram que helicópteros militares abriram fogo contra o bairro presidencial de Ankara há pouco. 

Vídeo mostra helicópteros destruindo edifício de inteligência estatal em Ankara.

O Presidente do país, Recep Erdogan, convocou seus apoiadores às ruas, e disse que o golpe será derrotado em breve, durante uma entrevista ao canal de notícias CNN. Ele também disse que os golpistas pagarão um “preço alto” pelo golpe. O Comandante do 1º Exército turco declarou apoio ao Presidente.

Enquanto isso, grupos de manifestantes estão tomando as ruas de Istambul e marchando contra o golpe, em apoio ao Presidente Erdogan.

Continue lendo

campo refugiados def
Israel desobedece a CIJ e provoca novo massacre em campo de refugiados de Gaza
internacional
Qual é a eficácia dos empréstimos e da assistência internacional?
guerra
Vijay Prashad: a guerra dilacera o coração da humanidade

Leia também

palestina_al_aqsa
Guerra e religião: a influência das profecias judaicas e islâmicas no conflito Israel-Palestina
rsz_jones-manoel
Jones Manoel: “é um absurdo falar de política sem falar de violência”
Palmares
A República de Palmares e a disputa pelos rumos da nacionalidade brasileira
Acampamento de manifestantes pedem intervenção militar
Mourão, o Partido Fardado e o novo totem [parte I]
pera-9
A música dos Panteras Negras
illmatic
‘Illmatic’, guetos urbanos e a Nova York compartimentada
democracia inabalada
Na ‘democracia inabalada’ todos temem os generais
golpe bolsonaro militares
O golpe não marchou por covardia dos golpistas
colono israel
Os escudos humanos de Israel