Pesquisar
,

Bernie Sanders diz que impeachment de Dilma é político e pede que EUA apoie novas eleições

“Para muitos brasileiros e observadores o controverso processo de impeachment mais parece um golpe de Estado”, disse o ex-candidato Bernie Sanders.
por Pedro Marin | Revista Opera
(Foto: Michael Vadon)

O ex-candidato à Presidência dos EUA pelo partido democrata e senador Bernie Sanders disse na última segunda-feira (8) que os EUA devem apoiar novas eleições para a solução da crise política no Brasil.

“Eu estou muito preocupado com os esforços atuais para remover a Presidenta democraticamente eleita do Brasil, Dilma Roussef. Para muitos brasileiros e observadores o controverso processo de impeachment mais parece um golpe de Estado”, declarou o senador norte-americano, que disse que os EUA devem exigir que essa disputa seja resolvida por meio de “eleições democráticas.”

Sanders criticou também o governo interino de Michel Temer e sua decisão de acabar com o Ministério das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos. “A nova, não-eleita administração rapidamente anunciou planos para impôr [medidas de] austeridade, aumentar a privatização e instalar uma agenda social de extrema direita”, disse Sanders.

Continue lendo

campo refugiados def
Israel desobedece a CIJ e provoca novo massacre em campo de refugiados de Gaza
internacional
Qual é a eficácia dos empréstimos e da assistência internacional?
guerra
Vijay Prashad: a guerra dilacera o coração da humanidade

Leia também

palestina_al_aqsa
Guerra e religião: a influência das profecias judaicas e islâmicas no conflito Israel-Palestina
rsz_jones-manoel
Jones Manoel: “é um absurdo falar de política sem falar de violência”
Palmares
A República de Palmares e a disputa pelos rumos da nacionalidade brasileira
Acampamento de manifestantes pedem intervenção militar
Mourão, o Partido Fardado e o novo totem [parte I]
pera-9
A música dos Panteras Negras
illmatic
‘Illmatic’, guetos urbanos e a Nova York compartimentada
democracia inabalada
Na ‘democracia inabalada’ todos temem os generais
golpe bolsonaro militares
O golpe não marchou por covardia dos golpistas
colono israel
Os escudos humanos de Israel