Pesquisar
,

Wikileaks promete mais vazamentos da campanha de Hillary Clinton

O anúncio é feito após o Wikileaks ter publicado 20 mil emails do Comitê Democrata, que sugeriam um conluio dentro do comitê para prejudicar Bernie Sanders.
por Pedro Marin | Revista Opera
(Foto: Gage Skidmore/ Flickr Commons)

O fundador do Wikileaks, Julian Assange, disse na última quarta-feira (24) que a organização planeja publicar mais documentos “significantes” sobre a campanha da candidata democrata à presidência dos EUA, Hillary Clinton.

“Eu não quero entregar o ouro, mas trata-se de uma variedade de documentos, de diferentes tipos de instituições que estão associadas à campanha eleitoral, alguns ângulos bem inesperados, alguns muito interessantes, alguns até mesmo divertidos”, disse Assange em entrevista à Fox News.

[button color=”” size=”” type=”square” target=”_blank” link=”http://revistaopera.operamundi.uol.com.br/index.php/2016/07/30/hillary-e-trump-uma-moeda-duas-faces/”]Leia mais – Hillary e Trump: Uma moeda, duas faces[/button]

Perguntado se os arquivos podem abalar os resultados da eleição norte-americana, Assange disse que os documentos “são significantes”, mas que isso dependerá da reação da mídia e da população do país.

Impacto

Em julho deste ano, o Wikileaks divulgou cerca de 20 mil emails do Comitê Democrata, alguns dos quais revelavam um conluio entre funcionários para prejudicar a campanha do pré-candidato democrata Bernie Sanders.

Os emails causaram a renúncia de vários funcionários democratas de alto-escalão, como da Presidente do Comitê Nacional Democrata, Debbie Wasserman Schultz, além de um aumento de tensão entre Rússia e EUA, já que Clinton acusou Moscou pelo vazamento.

Continue lendo

guerra
Vijay Prashad: a guerra dilacera o coração da humanidade
europa
A crise de moradia alimenta a ascensão da extrema-direita na Europa
balikatan china
Vijay Prashad: os Estados Unidos reúnem o esquadrão contra a China

Leia também

palestina_al_aqsa
Guerra e religião: a influência das profecias judaicas e islâmicas no conflito Israel-Palestina
rsz_jones-manoel
Jones Manoel: “é um absurdo falar de política sem falar de violência”
Palmares
A República de Palmares e a disputa pelos rumos da nacionalidade brasileira
Acampamento de manifestantes pedem intervenção militar
Mourão, o Partido Fardado e o novo totem [parte I]
pera-9
A música dos Panteras Negras
illmatic
‘Illmatic’, guetos urbanos e a Nova York compartimentada
democracia inabalada
Na ‘democracia inabalada’ todos temem os generais
golpe bolsonaro militares
O golpe não marchou por covardia dos golpistas
colono israel
Os escudos humanos de Israel