Pesquisar
,

Após reintegração de posse em São Paulo, barracos são demolidos

O local, ocupado há dois anos, é de propriedade da construtora Savoy, que pretende erguer um condomínio no local. A PM fez a reintegração nesta manhã.
por Fernanda Cruz – Repórter da Agência Brasil
(Foto: Rovena Rosa / Agência Brasil)

Tratores e escavadeiras fazem a demolição de cerca de 1,8 mil barracos, segundo a Polícia Militar, na ocupação da zona leste da capital paulista, que teve a reintegração de posse hoje (8). Após a Polícia Militar ter atirado bombas de gás e spray de pimenta contra as famílias, focos de incêndio foram provocados pelos moradores. O local, ocupado há dois anos, é de propriedade da construtora Savoy, que pretende erguer um condomínio no local. Por volta das 12h, a situação foi controlada.

Durante a operação, um homem foragido da Justiça foi preso. A desocupação começou às 6h, no terreno de 1,98 milhão de metros quadrados, localizado rua José de Costa Andrade, número 35. A área, é bastante arborizada e tem vegetação nativa, com difícil acesso.

Maria Ferreira de Melo tem três filhos. Ela disse que a casa de aluguel onde a família morava anteriormente tinha pegado fogo por problemas na fiação. “A gente não tinha recurso, dinheiro, comecei a morar aqui. Mas agora sou obrigada a sair. Não tenho para onde ir”, disse. A família estava na ocupação há 7 meses.

Francisco Alves Bezerra, de 47 anos, chegou com o marido e cinco filhos há 20 dias de Juazeiro do Norte. “Viemos tentar a vida, mas não deu. Nós vamos seguir em frente. Não podemos desistir. Vamos ficar na rua, com essas crianças todas”, disse.

A Agência Brasil entrou em contato com a secretaria municipal da Habitação, que ainda não se pronunciou.

Continue lendo

mst
Frei Betto: 40 anos de MST
paraisopolis
Massacre de Paraisópolis: "cada dia de espera é mais um dia de sofrimento", diz antropóloga
forcas armadas
As Forças Armadas contra o Brasil negro [parte 1]

Leia também

palestina_al_aqsa
Guerra e religião: a influência das profecias judaicas e islâmicas no conflito Israel-Palestina
rsz_jones-manoel
Jones Manoel: “é um absurdo falar de política sem falar de violência”
Palmares
A República de Palmares e a disputa pelos rumos da nacionalidade brasileira
Acampamento de manifestantes pedem intervenção militar
Mourão, o Partido Fardado e o novo totem [parte I]
pera-9
A música dos Panteras Negras
illmatic
‘Illmatic’, guetos urbanos e a Nova York compartimentada
democracia inabalada
Na ‘democracia inabalada’ todos temem os generais
golpe bolsonaro militares
O golpe não marchou por covardia dos golpistas
colono israel
Os escudos humanos de Israel