Pesquisar
,

Aleppo: ONU aprova resolução para monitoramento de evacuações de civis

A evacuação de Aleppo havia sido acordada entre o governo e grupos rebeldes, que em troca permitiriam a saída de civis de vilarejos pró-Assad em Idlib.
por Pedro Marin | Revista Opera
(Foto: White House / Pete Souza)

O Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas) aprovou por unanimidade nesta segunda-feira (19) uma resolução exigindo o monitoramento, por parte de funcionários da organização, da retirada de civis de Aleppo.

A medida, originalmente proposta pela França, foi considerada um “desastre” pela Rússia. Após uma reunião a portas fechadas de mais de três horas entre os países, no entanto, chegou-se a um acordo sobre o texto final.

A evacuação de civis de Aleppo havia sido acordada entre o governo e grupos rebeldes, que em troca permitiriam a saída de civis de vilarejos pró-Assad na província de Idlib. Além dos civis, membros de grupos rebeldes também começaram a deixar Aleppo.

No domingo (18), no entanto, ao menos 20 ônibus que retirariam os civis dos vilarejos de Foah e Kefraya foram atacados por grupos jihadistas, o que levou a um adiamento na retirada de civis de Idlib. Mesmo assim, ao menos 350 civis (1/3 do previsto) conseguiram se retirar dos vilarejos.

Continue lendo

campo refugiados def
Israel desobedece a CIJ e provoca novo massacre em campo de refugiados de Gaza
internacional
Qual é a eficácia dos empréstimos e da assistência internacional?
guerra
Vijay Prashad: a guerra dilacera o coração da humanidade

Leia também

palestina_al_aqsa
Guerra e religião: a influência das profecias judaicas e islâmicas no conflito Israel-Palestina
rsz_jones-manoel
Jones Manoel: “é um absurdo falar de política sem falar de violência”
Palmares
A República de Palmares e a disputa pelos rumos da nacionalidade brasileira
Acampamento de manifestantes pedem intervenção militar
Mourão, o Partido Fardado e o novo totem [parte I]
pera-9
A música dos Panteras Negras
illmatic
‘Illmatic’, guetos urbanos e a Nova York compartimentada
democracia inabalada
Na ‘democracia inabalada’ todos temem os generais
golpe bolsonaro militares
O golpe não marchou por covardia dos golpistas
colono israel
Os escudos humanos de Israel