Pesquisar
,

Israel condena soldado que matou palestino imobilizado

Apesar da condenação, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, declarou-se favorável a perdoar o soldado Elor Azaria.
por Pedro Marin | Revista Opera

A Justiça militar israelense condenou nesta quarta-feira (4), por assassinato, o sargento das Forças de Defesa de Israel, Elor Azaria, após ele ter matado o palestino Abed al-Fattah al-Sharif em março do ano passado.

Al-Sharif teria tentado atacar um soldado israelense com uma faca quando foi baleado e ferido, ficando deitado no chão, imóvel. Alguns minutos depois, o soldado Elor Azaria disparou contra a sua cabeça a cerca de dois metros de distância, matando-o.

“O fato de que o homem esparramado no chão era um terrorista, que planejava tirar a vida dos soldados das Forças de Defesa de Israel na cena, não justifica a ação desproporcional”, declarou a juíza militar Coronel Maya Heller, dizendo ainda que o motivo de Azaria ter disparado foi o fato dele ter sentido que o “terrorista” merecia morrer.

A ação, que foi capturada e divulgada em vídeo pelo Centro de Informações Israelense para os Direitos Humanos nos Territórios Ocupados (B’Tselem), gerou um amplo debate em Israel. De acordo com uma pesquisa realizada em março pelo Channel 2 de Israel, 57% dos israelenses eram contra a condenação de Azaria.

O vídeo pode ser visto abaixo, mas as cenas podem ser consideradas fortes para alguns leitores.

À época, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, condenou o assassinato, dizendo que ele violava a ética militar israelense. Hoje, no entanto, Netanyahu declarou-se favorável a perdoar o soldado, horas após sua condenação, dizendo que “os soldados das Forças de Defesa de Israel são nossos filhos e filhas e devem estar acima de qualquer controvérsia.”

O presidente do país, Reuven Rivlin, tem a autoridade de conceder o perdão, mas disse que aguardará o final do processo legal para tomar uma decisão. Azaria, que pode ser condenado a até 20 anos de prisão, será sentenciado no próximo dia 15.

 

Continue lendo

internacional
Qual é a eficácia dos empréstimos e da assistência internacional?
guerra
Vijay Prashad: a guerra dilacera o coração da humanidade
europa
A crise de moradia alimenta a ascensão da extrema-direita na Europa

Leia também

palestina_al_aqsa
Guerra e religião: a influência das profecias judaicas e islâmicas no conflito Israel-Palestina
rsz_jones-manoel
Jones Manoel: “é um absurdo falar de política sem falar de violência”
Palmares
A República de Palmares e a disputa pelos rumos da nacionalidade brasileira
Acampamento de manifestantes pedem intervenção militar
Mourão, o Partido Fardado e o novo totem [parte I]
pera-9
A música dos Panteras Negras
illmatic
‘Illmatic’, guetos urbanos e a Nova York compartimentada
democracia inabalada
Na ‘democracia inabalada’ todos temem os generais
golpe bolsonaro militares
O golpe não marchou por covardia dos golpistas
colono israel
Os escudos humanos de Israel