Pesquisar
,

Síria: Atentado a bomba em Damasco deixa mais de 30 mortos

Os ataques ocorrem após dois atentados a bomba terem matado 40 pessoas no sábado, e marcam o aniversário de seis anos do início dos protestos contra Assad.
por Pedro Marin | Revista Opera

Ao menos 31 pessoas foram mortas nesta quarta-feira (15) após um atentado a bomba no Palácio de Justiça em Damasco. Mais tarde, uma segunda bomba explodiu em um restaurante na região de al-Rabweh, também na capital. O número de mortos no segundo ataque não foi revelado até o momento.

“Nós ficamos aterrorizados porque o som da explosão foi enorme”, disse um advogado que estava no prédio durante o ataque à AFP. “Nós nos refugiamos na biblioteca, que fica no andar de cima. Era uma cena sangrenta”.

Os ataques ocorrem durante o aniversário de seis anos dos protestos que iniciaram a guerra civil na Síria, em março de 2011, e durante uma mesa de discussão entre o governo e rebeldes, que não foi atendida por parte das forças de oposição ao governo.

No sábado, dois atentados a bomba reivindicados pelo Comitê de Liberação do Levante, ligado à Al-Qaeda, mataram 40 pessoas em um cemitério xiita em Damasco.

Aviso: O vídeo a seguir contém imagens fortes

*Com informações da RT

Continue lendo

campo refugiados def
Israel desobedece a CIJ e provoca novo massacre em campo de refugiados de Gaza
internacional
Qual é a eficácia dos empréstimos e da assistência internacional?
guerra
Vijay Prashad: a guerra dilacera o coração da humanidade

Leia também

palestina_al_aqsa
Guerra e religião: a influência das profecias judaicas e islâmicas no conflito Israel-Palestina
rsz_jones-manoel
Jones Manoel: “é um absurdo falar de política sem falar de violência”
Palmares
A República de Palmares e a disputa pelos rumos da nacionalidade brasileira
Acampamento de manifestantes pedem intervenção militar
Mourão, o Partido Fardado e o novo totem [parte I]
pera-9
A música dos Panteras Negras
illmatic
‘Illmatic’, guetos urbanos e a Nova York compartimentada
democracia inabalada
Na ‘democracia inabalada’ todos temem os generais
golpe bolsonaro militares
O golpe não marchou por covardia dos golpistas
colono israel
Os escudos humanos de Israel