Pesquisar
,

As companhias militares dominam a política dos Estados Unidos

Nos Estados Unidos, o contribuinte médio gasta 1.087 dólares por ano com empreiteiras de armas, em comparação a 270 dólares em educação infantil e apenas 6 dólares em energia renovável.
Nos Estados Unidos, o contribuinte médio gasta 1.087 dólares por ano com empreiteiras de armas, em comparação a 270 dólares em educação infantil e apenas 6 dólares em energia renovável. Por Misión Verdad | Tradução de Pedro Marin para a Revista Opera
(Foto: China M. Shock / U.S. Indo-Pacific Command)

As empresas do complexo militar-industrial dos EUA recebem uma parcela significativa do orçamento de defesa dos EUA, e determinam a política em Washington e de seus parceiros, aumentando os gastos públicos do país com a compra de armas caras de empresas do complexo militar-industrial.

Boeing, General Dynamics, Lockheed Martin, Northrop Grumman e Raytheon são as chamadas Cinco Grandes empresas deste complexo.

O orçamento sugerido em 2023 para o Pentágono e para o trabalho com armas nucleares do Departamento de Energia é de 886 bilhões de dólares (cerca de 4,3 trilhões de reais), de acordo com os acadêmicos Ben Freeman e William D. Hartung, do Quincy Institute for Responsible Statecraft.

Mais da metade dos gastos anuais do Departamento de Defesa dos EUA vai para empreiteiras militares, incluindo mais de 150 bilhões de dólares (743 bilhões de reais) recebidos pelas Cinco Grandes.

As empresas do complexo militar-industrial doaram mais de 83 milhões de dólares para várias campanhas eleitorais nos últimos dois ciclos eleitorais, com a Lockheed Martin liderando o caminho com uma contribuição de 9,1 milhões de dólares durante esse período.

A jornalista Taylor Giorno, da OpenSecrets, descobriu que “os 58 membros do Comitê de Serviços Armados da Câmara relataram ter recebido uma média de 79.588 dólares do setor de defesa durante o ciclo eleitoral de 2022, o triplo da média, de 26.213 dólares, que outros representantes relataram ter recebido durante o mesmo período”.

Os gastos com lobby do complexo industrial-militar são ainda maiores: mais de 247 milhões de dólares nos dois últimos ciclos eleitorais. Altos funcionários do governo trocam seus empregos no Pentágono ou no Congresso por cargos executivos em empresas militares ou se tornam seus lobistas.

De acordo com o Institute for Policy Studies, o contribuinte médio dos EUA gasta 1.087 dólares por ano com empreiteiras de armas, em comparação com 270 dólares em educação infantil e apenas 6 dólares em energia renovável.

Enquanto isso, estima-se que os gastos com educação, energia verde, saúde ou infraestrutura poderiam gerar de 40% a 100% mais empregos do que os gastos com o Pentágono.

Continue lendo

balikatan china
Vijay Prashad: os Estados Unidos reúnem o esquadrão contra a China
milei
O realismo mata a ideologia: a rendição do governo Milei à China
carros eletricos
EUA-China: o problema com os carros elétricos

Leia também

palestina_al_aqsa
Guerra e religião: a influência das profecias judaicas e islâmicas no conflito Israel-Palestina
rsz_jones-manoel
Jones Manoel: “é um absurdo falar de política sem falar de violência”
Palmares
A República de Palmares e a disputa pelos rumos da nacionalidade brasileira
Acampamento de manifestantes pedem intervenção militar
Mourão, o Partido Fardado e o novo totem [parte I]
pera-9
A música dos Panteras Negras
illmatic
‘Illmatic’, guetos urbanos e a Nova York compartimentada
democracia inabalada
Na ‘democracia inabalada’ todos temem os generais
golpe bolsonaro militares
O golpe não marchou por covardia dos golpistas
colono israel
Os escudos humanos de Israel